Semaninha do Trânsito é um dos projetos da Maria Salomé

10/Set

Percebe-se cada vez mais a incidência de acidentes no trânsito. O estresse, normalmente, tem sido apontado como um dos grandes motivos. Com ultrapassagens arriscadas e o uso inadequado do cinto de segurança, bem como o desrespeito às sinalizações de trânsito e aos pedestres, exige-se maior cautela e direção defensiva. Diante de tais circunstâncias, os pais acabam refletindo seu comportamento para os filhos e, assim, servem de exemplo para eles.

Em decorrência da necessidade de formar cidadãos mais conscientes, orientando as crianças para os cuidados no trânsito, a Semaninha do Trânsito é um projeto desenvolvido pela Escola Maria Salomé para contribuir com a formação crítica, possibilitar um olhar mais atento das crianças e, consequentemente, futuros motoristas. Assim, eles aprendem a respeitar as regras de trânsito e a corrigir atitudes inadequadas.

A Semaninha do Trânsito é direcionada para as crianças da Nido ao 1º ano e vai acontecer entre os dias 24 e 28 de setembro. Para que o projeto obtenha êxito, serão realizados debates, momentos de conversação e confecção de murais com as regras de trânsito. A coordenação da escola salienta que, entre os objetivos da Semaninha do Trânsito, encontram-se o desenvolvimento de atitudes coerentes à paz no trânsito, o despertar de valores de tolerância e respeito, o orientar-se através de sinaleiras, faixas de segurança e placas, como também o reconhecimento de diferentes meios de transportes e suas finalidades.

Para simular as situações no trânsito, a Escola Maria Salomé vai realizar ações que mostrem situações reais no trânsito e os alunos vão receber sua primeira carteira de habilitação. Além do aprendizado, o projeto apresenta-se como uma ação social com vistas a um futuro, onde possamos ter cidadãos mais conscientes e um trânsito mais tranquilo.

Apesar da Semaninha do Trânsito visar a formação das crianças neste assunto, o bom comportamento dos pais é imprescindível para que elas continuem mantendo essa consciência enquanto cidadãos. Atitudes na porta da escola, como respeitar a faixa de pedestre, não parar em fila dupla ou na garagem dos vizinhos, assim como reduzir a velocidade e respeitar a mão única das ruas são detalhes que contam bastante e que eles tendem a observar. Essa responsabilidade é, portanto, de todos nós.


Compartilhe: